Categoria "HTML e Tutoriais"
01 de maio de 2015

WordPress: Plugins grátis para iniciantes

Atendendo a pedidos, hoje o post é sobre algo que eu amo no WordPress: plugins! Para quem não sabe, plugins servem para adicionar novas funções ao blog e o WordPress disponibiliza milhares deles (grátis ou não) para facilitar nossas vidinhas lindas *u* A minha intenção é indicar alguns plugins para blogueiras iniciantes e mostrar como eles nos ajudam, vamos lá!
wp plugins

Akismet

Há algumas coisas que, como blogueira, me irritam demais e uma delas é: spam. Meu Deus, que coisa chata! Quando eu criei meu blog eu não conseguia fazer o Akismet funcionar e chegava a ter mais de 200 comentários de spam diariamente – e era super frustrante entrar no blog, ver um monte de comentários, ficar super feliz, ver que todos eram spam e ter que apagar um por um conferindo se eram mesmo spam (a esperança é a última que morre, né?). Enfim, o Akismet resolveu todo o problema e acabou com todos os spans que chegavam na minha caixa de entrada ♥ Ele é essencial para todos os blogs, sério!

Dica: Se você tem outro plugin ativo para evitar spam, não ative o Akismet pois pode dar conflito…

DOWNLOAD

W3 Total Cache

Esse plugin resume-se em: deixar o blog mais rápido. E quem não gosta, né? O W3 Total Cache melhora a performance do servidor o que acaba reduzindo os tempos de carregamento das páginas. É bom pra todo mundo, pra você e pro leitor que ficará feliz navegando nas suas páginas lindas e que carregam rápido

DOWNLOAD

StatPress

O StatPress traz as estatísticas do seu blog. Ele faz a contagem de visitas, mostra os browsers de quem te visita, o que eles pesquisaram no google para chegar até você, as referências e outras informações… É um plugin importante e o melhor é instalá-lo assim que você instala o WP, pois as contagens já começarão a ser realizadas!

Dica: Apesar da importância desse plugin (no meu blog pessoal eu tenho até dois de estatísticas instalados), eles não são substitutos do Google Analytics. Eu >Marcela< recomendo que tenha os dois (principalmente para efeito de comparação) mas dando preferência ao Google Analytics porque ele tem mais credibilidade!

DOWNLOAD

WP Optimize

Sabem as revisões que fazemos e ficam gravadas? Se elas nunca forem apagadas, irão ocupar um espaço desnecessário e isso poderá tornar nosso blog lento. Nós não queremos isso, não é mesmo? O WP Optimize resolve esse nosso problema já que sua função é limpar a base de dados do WordPress eliminando tudo o que é desnecessário!

DOWNLOAD


Agora que eu já falei os plugins mais básicos, bem pra quem está começando mesmo e não se perder em meio aos spans da vida ou visitas zeradas, vou citar alguns que eu tenho no meu blog e uso bastante – além de super recomendar, né?

Contact Form 7

O Contact Form permite que você crie e administre vários formulários. Eu acho importante bloggers terem um formulário de contato para que qualquer pessoa possa enviar um email pra você diretamente por esse formulário. Eu cadastrei meu formulário para enviar para meu email pessoal, então, sempre que alguém envia, eu recebo diretamente na minha caixa de email (podem enviar vários pra mim quando estiverem sem fazer nada algum dia desses, hahahah

DOWNLOAD

Count per Day

Lembram que eu falei que eu tenho dois plugins de estatísticas no meu blog? Então, esse é o outro e o que eu mais confiro (entre ele e o StatPress). A função dele é a mesma que o do StatPress, contar usuários, mostrar as referências, ele também mostra os países de onde estão vindo as visitas, etc. Os dados dele sempre ficam um pouco diferente dos do Google Analytics, mas é pouca coisa, dá pro gasto. Gosto de ter os três (três não, quatro porque uso outro site online também, hahahaha) para comparar – tenho uma pulguinha atrás da orelha no que diz respeito à contagem de visitas.

DOWNLOAD

WordPress Editorial Calendar

Esse daqui é ótimo para blogueiras, sério! Ele é um calendário onde a gente programa os posts de forma bem simples e nos ajuda a lembrar quando os posts serão colocados no ar, a gente pode criar rascunhos e deixar lá para lembrar depois e, se mudar de ideia em relação à data, é só arrastar pra data que você quer e voilà!

DOWNLOAD

WP Maintenance Mode

Esse plugin deixa o blog em estado de manutenção, ou seja, se você estiver logada no WP, conseguirá ver seu blog normalmente, mas para quem está visitando, se este plugin estiver ativado, aparecerá uma página (que você pode customizar) avisando que o blog está em manutenção.

DOWNLOAD


Acho que está bom de plugin por hoje, né? Se vocês tiverem alguma dúvida quanto à instalação de algum desses plugins, fiquem à vontade pra perguntar nos comentários ou então pra deixar suas opiniões sobre os plugins que têm. E se tiverem alguma sugestão de post, ali na sidebar que fica ao lado direito do blog, tem uma caixinha para você dar seu pitaco! Eu fiz esse post graças a alguém que deu um pitaco É realmente importante pra nós que vocês participem!

Beijos e até o próximo post!  ;)

Postado por Marcela Magossi

Apesar da carinha de 15, tem 20 anos, cursa Sistemas de Informação na Unicamp e pretende ser Presidente do Brasil. Expõe todos os seus sonhos no seu blog, Lances para sonhar, e compartilha aqui tudo o que ela aprende sobre html e design gráfico durante suas madrugadas regadas por café, chocolate e Coca-Cola.
20 de abr de 2015

Como contratar uma hospedagem e domínio para o seu blog

Essa é uma das maiores dúvidas para quem está começando na blogosfera ou pensa em migrar de plataforma. Muitas pessoas entram na dúvida sobre qual tipo de hospedagem contratar, como contratar e porque contratar! Resolvi postar sobre este assunto para também deixar aqui do blog o quanto estamos mega felizes com nossa nova parceria, a Nuvem Hospedagem! Não é nada menos do que digno comentar um pouco mais a fundo sobre o que significa uma hospedagem para quem quer ter um site ou um blog. Vamos começar?

Imagem: Picjumbo.

Imagem: Picjumbo.

1. O que é uma hospedagem?

Uma hospedagem não é nada mais, nada menos do que o local que possibilita uma pessoa ou empresa guardar informações, imagens, vídeo e ter a possibilidade de publica-los aos internautas. Quem fornece este tipo de serviço são os provedores, como a Nuvem, dos quais cobram um determinado valor para cada tipo de hospedagem. Eles cedem um espacinho do servidor deles para você colocar o seu blog e tudo o que é necessário para ele ficar no ar.

Eu realmente preciso de uma hospedagem?

Eis a questão. Muita gente acredita que é necessário contratar um serviço de hospedagem sem saber se irá precisar dela (ou até mesmo nem sabe da existência de hospedagem). Digo isso pois já vi caso de uma pessoa contratar uma hospedagem acreditando que seria domínio ou até mesmo para tentar usar no blogger achando que precisaria fazer como no wordpress. É estranho? É, mas é normal pois não são todos que tem acesso à informação correta sobre hospedagem x domínio x plataformas de blogs que já vêm com hospedagem pronta. A ansiedade de criar um blog é tanta que acaba atropelando algumas coisas sem pesquisar. Vamos às perguntas básicas:

  1. Quero ter um blog. Preciso de hospedagem? Não exatamente. Se você tiver um blog no Blogger, no WordPress.com ou Tumblr (e dentre outras plataformas) você não precisa pois estes serviços já vêm com hospedagem embutida na conta. Mas se você quer ter um blog utilizando o WordPress.org você precisará contratar, sim! Mas, para isso, saiba da diferença entre WP.com e WP.org para evitar confusão.
  2. Quero um blog no WordPress.org. Preciso de domínio? 99% dos casos precisa, sim. Entretanto, há empresas que fornecem subdomínios para caso o cliente queira apenas a hospedagem. Mas é legal que tenha um domínio e, de preferência (não é obrigação, ok?, é mais por comodidade mesmo), na mesma empresa para a gestão ficar mais fácil.
  3. Qual a diferença entre domínio e hospedagem? Como eu disse, hospedagem é o local de armazenamento do blog. Domínio é a URL te identifica na internet com o objetivo de facilitar o acesso. Você pode ter um registro com extensão .com, .com.br, .me, .tv, .org e mais um monte de infinidade de nomes, caso contrário você usa um domínio com nome de uma empresa, como seunome.blogspot.com.br, meublog.wordpress.com ou meusite.wix.com.br etc.
  4. Tenho um blogger. Posso ter um domínio e hospedagem? Você pode ter um domínio para retirar o blogspot.com.br da sua url e ter uma url própria. Entretanto, hospedagem não é necessária — a não ser que queira migrar para o wordpress.
  5. Tenho um blog em wordpress mas nunca contratei uma hospedagem. Fiz algo de errado? Não, isso significa que você utiliza a plataforma do wordpress.com (já tem hospedagem embutida), que é diferente do wordpress.org, que neste é necessário fazer o download para instalar e utilizar.

Qual é o preço em média?

Isso vai depender do que cada hospedagem irá fornecer. Por isso, é necessário pesquisar bastante. Os planos mais simples, comumente utilizados para blogs iniciantes ou com menos de 2mil visitas diárias, giram em torno de R$10 a R$20 por mês. Veja abaixo as coisas que você deve se atentar e analise qual é a melhor hospedagem custo-benefício para você. Lembrando que o barato às vezes sai caro, então tudo é questão de pesquisa e o que melhor atende as suas necessidades neste momento.

2. O que devo me atentar em um serviço de hospedagem?

Você decidiu blogar com wordpress e precisa de hospedagem. Agora começa sua procura por uma. Existem vários tipo de hospedagem para diversos tipos de sites, dos mais pequenos e com poucas visitas aos mais famosos e visitados. Por isso, o ideal é começar aos poucos, mas ter muito cuidado e se ligar nos seguintes itens e dou algumas dicas de como se atentar.

  1. Pré-requisitos: Alguns sites exigem que você tenha um registro de domínio, enquanto outros oferecem o serviço de subdomínio gratuitamente. Há serviços também que oferecem domínio grátis para quem contrata determinado tipo de hospedagem (a Nuvem é um desses).
  2. Linguagem de programação: As principais linguagens de programação para web, além do PHP, é o ASP, JSP, Perl, Python, Ruby/Ruby on Rails. Essa questão de linguagem suportada do servidor dependerá muito de como o seu site será programado. Os blogs em WordPress possuem a linguagem PHP, e praticamente quase todos os serviços de hospedagem oferecem suporte à esta linguagem por ser a mais popular de todas.
  3. Limites: É o detalhe que mais precisa ficar atento. Os limites são definidos em 3 itens:
    1. Transferência mensal: Toda vez que uma página é atualizada por um usuário ou quando alguém faz atualização de algum arquivo do servidor, isso requer atualização de dados para mostrar ao usuário o que há de novo. Isso chama-se transferência de dados, e a maioria dos provedores contam isso de forma mensal e possuem um limite X de GB que podem ser usados. Dê preferência a hospedagens que possuam transferência ilimitada (para blogs com muitas visitas) ou, pelo menos, acima de 3GB de transferência mensal (para blogs com poucas visitas).
    2. Armazenamento em disco: É o espaço no HD do servidor que seu blog irá ocupar. Analise com cuidado o espaço e veja se isso está de acordo com o seu blog e o que você pretende postar nele. Um blog de fotografia, por exemplo, precisa de muito espaço (de início, no mínimo de 10GB e com o tempo ir subindo) porque imagens custam espaço, e espaço custa dinheiro. Agora, um blog com poucas imagens por post, 3G é mais do que suficiente para começar. E sempre se atente se o provedor fornece conta de FTP (saiba o que é isso), que é uma forma rápida e fácil de compartilhamento de arquivos entre nossa computador e nosso blog.
    3. Quantidade de domínios: Uma hospedagem pode (ou não) ter vários domínios cadastrados no mesmo espaço (e cada espaço para um domínio é separados por pastinha, assim não compromete outros arquivos). É uma boa ter um serviço de hospedagem que dê a possibilidade de ter outros domínios porque nunca sabemos quando precisaremos de mais um, né? Eu, por exemplo, tenho 3 domínios e 2 uso na minha hospedagem: o meu blog e o meu portfólio, onde guardo vários projetos e arquivos de meus clientes.
    4. Exibições diárias: Algumas redes de hospedagem oferecem planos baseados nos acessos (pageviews) de cada conta. Para um blog pequeno, 2mil acessos diários é mais do que suficiente, enquanto um blog grande (ou com vários domínios vinculados na mesma conta), precisa dar preferência para acima de 10mil acessos diários ou, se possível, ilimitados.
  4. Gerenciamento da área de hospedagem: É um local do qual você acessa por um endereço (fornecido pela hospedagem) onde é capaz de ver todos os dados da sua conta, bem como o que é utilizado, o que não é, acesso direto aos arquivos etc. Os painéis mais comuns são cPanel, o Plesk e o HELM, mas tem provedores que possuem seus próprios painéis. Eu, particularmente, prefiro o cPanel pela praticidade e facilidade de instalação de vários itens (inclusive o wordpress, através de uma ferramenta de instalação automática chamada Fantástico Deluxe).
  5. Bancos de dados: É o local de armazenamento do que é postado em seu blog em sua forma textual. Ao contrário da lógica, nada do que postamos ficam dentro de pastas em nosso servidor, mas sim num banco de dados. Tudo o que você publica, comentários, páginas etc., são armazenados em tabelas (o que ajuda muito no backup, pois é muito fácil de restaurar um blog inteiro!). O tipo de armazenamento mais comum para blogs é o MySQL, gerenciado pelo programinha phpMyAdmin (que já vem instalado no servidor), e nele conseguimos gerenciar o banco de dados e inclusive também criar usuários e tabelas para instalar o wordpress.
  6. Sistema operacional: Você também pode se atentar a isto. Querendo ou não, servidores são máquinas como nossos PCs, porém, mais potentes. Existem servidores com Windows, bem como Linux e cada possui melhores desempenhos para linguagens de programação específicas. Por exmplo, server Windows é ideal para quem possui um site programado em C++, enquanto Linux é mais barata e é menos complicada de rodar PHP (que é a linguagem do WordPress). É o sistema mais comum dos provedores de hospedagem para blogs. Saiba mais a diferença entre os dois sistemas aqui.
  7. Serviço de e-mail: Não adianta nada você ter uma hospedagem maravilhosa sem ter um serviço de recebimento e disparo e-mail, além de precisar possuir protocolo SMTP e um protocolo de download de e-mails para os usuários, como POP3 e IMAP, para caso você queira utilizar seus e-mails em outro gerenciador (como o gmail, por exemplo) para ficar mais fácil. Um serviço de e-mail é muito importante pois, além de você construir e-mail para você utilizar para contato profissional de seu blog, muitos plugins de formulário de contato e reply de comentários fazem uso deste serviço de e-mail da hospedagem para funcionarem corretamente. Portanto, atente-se!

3. O que o CDB recomenda?

Quando você finalmente acha uma empresa de serviços de hospedagem perfeita de acordo com os itens acima, o que deve ser feito logo em seguida é conversar com quem a utiliza para saber se vale a pena e o que ela pode ter sofrido com a empresa e, caso sim, se foi atendida rapidamente e resolvido o caso. Todos nós sabemos que não existe nada perfeito neste mundo, mas o que irá diferenciar se vale a pena ou não é o atendimento ao cliente. Quando o suporte da empresa se preocupa com o cliente e o ajuda a resolver qualquer tipo de situação que possa ocorrer (porque sabemos que imprevistos acontecem), é a melhor coisa que se tem. Pergunte nos grupos de blogueiros e na internet à fora sobre empresas de hospedagem, converse com o chat da empresa e com funcionários. É melhor pecar por informação demais do que por falta delas. E nós, do Coisas de Blogueiras, recomendamos a Nuvem Hospedagem com todo amor. ♥ Fomos muito bem recebidas pela Thais Hipólipo, funcionária da Nuvem, que sempre nos ajudou em tudo o que precisamos! Isso nos deixaram apaixonadas! *u*

O que os clientes da Nuvem falam sobre o serviço?

Nós do CDB reunimos alguns depoimentos de clientes da Nuvem que nos ajudou a tomar a decisão de adquirir essa hospedagem e também pela linda parceria. ♥

depoimento-luadeoutubro Luanna Lima do blog Lua de Outubro.
Onde você conheceu a Nuvem Hospedagem? Através de um grupo de blogueiras onde outras pessoas me indicaram. Por que você escolheu a Nuvem? Porque era a mais em conta, satisfazia (ainda satifaz) todas as minhas necessidades e foi a que mais me passou confiança. Qual é o seu plano de hospedagem? Nuvem 1 – R$14,90/mês Pontos positivos da Nuvem: Ótimo atendimento, estão sempre prontos para te atender e preparados para o seu problema. Não demoram a resolver e são sempre muito educados.

depoimento-makeupwoo Sara Caroline, do blog MakeUp Woo.
Onde você conheceu a Nuvem Hospedagem? No grupo Coisas de Blogueiras.
Por que você escolheu a Nuvem? A equipe foi atenciosa, mesmo sem ter obrigação. Tirou todas as minhas dúvidas e me ofereceu um tempo de teste para a adaptação. Gostei bastante e contratei. Qual é o seu plano de hospedagem? O básico. Meu blog não tem tantos acessos e o básico está sendo ótimo para ele. Pontos positivos da Nuvem: Equipe atenciosa, suporte na hora que precisarmos, sempre a disposição para ajudar.

depoimento-antitese Gabriela Bara, do blog Antíteses.
Onde você conheceu a Nuvem Hospedagem? Em grupos de interação de blogs do Facebook. Por que você escolheu a Nuvem Hospedagem? Porque muitas pessoas usavam no grupo e recomendavam, inclusive donas de blogs grandes e com muitos acessos (que em servidores ruins podem cair). Qual é o seu plano de hospedagem? Nuvem 1. Pontos positivos da Nuvem: Suporte online, contato via redes sociais com o Staff, espaço e transferência ilimitados, painel de controle Cpanel com Softaculous (instalador de aplicativos). Melhor custo benefício. Pontos negativos: Ativei no meu WordPress um plugin que avisa quando o site sai do ar, e tenho recebido alarmes frequentes de que o servidor cai pelo período de mais ou menos 1h entre 00:00 e 3:00. Não é um grande problema para mim que não tenho um blog importante, por isso até esqueci de perguntar ao suporte o que acontece, mas pode ser um incômodo grande.

Editado em 20/04 às 17:10, por Equipe CDB: Esse detalhe do depoimento da Gabi já foi verificado pela Nuvem e tudo já foi testado e averiguado. Foi constatado que o problema não é a hospedagem, mas sim um erro de verificação do plugin do WordPress. A Gabi já foi avisada ^^

depoimento-segredosdageovanna Geovanna Teixeira do blog Segredos da Geovanna.
Onde você conheceu a Nuvem Hospedagem? Eu conheci a Nuvem pedindo dicas para onde comprar o meu domínio. Não queria dores de cabeça e prezei pelo o que soube no “boca a boca”, afinal, essa é a melhor propaganda. Por que você escolheu a Nuvem Hospedagem? O fato de ter alguém para me atender 24h por dia já me deu uma certeza que o meu domínio seria na Nuvem Hospedagem. Eu sou bastante leiga com essas coisas e não queria complicações. Tudo que eu perguntava eles me respondiam na hora, portanto, não tinha como escolher outro meio. Qual é o seu plano de dominio? O meu plano é de domínio é o internacional, paguei via boleto e custou R$29,00. Pontos positivos da Nuvem: Infinitos! Estou in love e compartilho com todo mundo essa minha experiência, afinal, eu realizei o micro sonho de ter um domínio próprio graças a indicações. Pontos negativos: Não consigo achar pontos negativos, e olha que nem é publipost hein? É cliente satisfeita mesmo.

4. Como eu contrato um serviço de hospedagem?

Muita gente faz um bicho de sete cabeças enorme sobre isso. Não gente, isso não é um monstro, hehe. Se atentando nos itens do tópico 2 (com ênfase no 1, 3, 4 e 7 da lista) você pode fazer a contratação tranquilamente. Veja o passo-a-passo a seguir (de acordo com o painel da Nuvem):

  1. [Ver print] Selecione o seu plano de sua preferência;
  2. [Ver print] Selecione a opção de domínio, se você quer registrar um novo, transferir (que equivale ao preço de um novo mas equivale a um ano de renovação) ou até mesmo utilizar um que você já possua só para linkar (através de DNS) com a hospedagem nova;
  3. [Ver print] Selecione a opção de hospedagem, se será mensal, trimestral, semestral ou anual;
  4. [Ver print] Selecione se já quer instalação automática do wordpress ou não, com opção de comentários adicionar, caso queira algo especial, como uma migração do blogger para o wordpress (sim, transferem todo o seu blogger para ti!) ou instalar uma pasta específica;
  5. Finalizar a compra com a forma de pagamento desejada;
  6. Esperar confirmação e liberação de hospedagem;
  7. Ser feliz e blogar loucamente! 3_3

E prontinho! Sua hospedagem é liberada no mesmo dia da confirmação de pagamento! Mas até tudo ficar bonitinho e funcionando é necessário esperar até 3 dias, pois domínios podem demorar cerca de 72h para migrar e fazer vínculo com a hospedagem que você acabou de contratar. Depois disso é só ser feliz!

Ufa! Que post gigantesco senhor GZUIS, hahaha. Mas acredito que tenha valido a pena e espero ter ajudado a esclarecer muitos blogueiros iniciantes por aqui, hehe. Alguma dúvida ou quer compartilhar sua experiência? Comente aqui conosco!

Página 6 de 9123456789