20 de jan de 2016

3 Livros Favoritos de 2015

Olá, você! No post de hoje vim falar de três livros que eu amei ler em 2015. Espero que assim como eu, quando (e se) vocês lerem gostem muito deles.

Vamos aos livros!

Os Videntes

Esse foi o primeiro livro que eu terminei ano passado e só tenho coisas maravilhosas a dizer. Em 1926, Evie é uma adolescente que definitivamente não gosta da sua cidade natal, seus pais decidem mandá-la para morar com seu tio Will em Nova York. Nada estranho até então, se não fosse o fato de Will ser proprietário do Museu do Folclore Americano, Superstição e Ocultismo, que está passando por um período de baixa visitação.Evie acaba ajudando o tio a animar as coisas por lá.

A grande aventura do livro tem início quando assassinatos sinistros começam a acontecer em Nova York e Will é chamado para ajudar nas investigações, já que as mortes tem sempre algo relacionado ao ocultismo. Daí pra frente, só coisas inesperadas começam a acontecer. Eu definitivamente AMEI essa leitura!

Hollywood

Esse livro com certeza vai ser novidade pra maioria de vocês. Eu amo a escrita do Bukowski e acho que mais pessoas deveriam ler, por isso estou indicando esse livro aqui.

Hollywood conta a história de Henry Chinaksi – um dos alter egos do autor. Nesse livro, Bukowski trouxe pra ficção a experiência de ter escrito o roteiro do filme Barfly. O personagem passa por diversas situações constrangedoras, bloqueio criativo e problemas pessoais. Por ser uma história real misturada à ficção, muitos momentos na leitura são exagerados, os pontos mais característicos do autor são o humor ácido e muitos palavrões. Bukowski é conhecido como “velho safado” então imaginem aí como ele escreve (risos). Mas, falando sério, os romances, poesias e até a lista de supermercado dele deveriam ser lidos por todo mundo!

Social Killers

Social Killers é aquele livro pra quem tem interesse em conhecer a mente de psicopatas. Só que aqui temos um tipo específico: aqueles que atuam nas mídias sociais – Facebook, sites de venda, de encontros… Em uma escrita extremamente fluída – apesar do tema – o autor nos traz relatos reais de assassinos, canibais… Tem alguns casos durante a leitura que são espantosos. Os perfis de cada criminoso possuem “o processo” de encontrar a vítima, a pena e histórico. O livro é interessantíssimo pela quantidade de informações e trágico por serem fatos reais. Recomendo muito pra quem gosta desse estilo de leitura!


E você, qual foi o seu top 3 de 2015? Diz aí pra mim? ♥

17 de dez de 2015

Top 3: Melhores leituras do ano

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Esse foi um ano bem produtivo pra mim no quesito leitura, e espero que o de vocês também tenha sido :) Mas dentre todos esses livros lidos, três me surpreenderam! Três deles me marcaram de alguma maneira e me fizeram aprender uma lição pra vida toda! E é sobre eles que eu gostaria de falar um pouquinho…

Sob a Redoma – Stephen King

2015-12-15_15.08.38[1]

Essa foi uma leitura que eu adiei muito para ter início. Confesso que as mais de 950 páginas me assustavam um pouco, porém quando terminei de lê-lo, desejei que houvessem outras 900 para continuar apreciando a trama proposta por Stephen King. Mas o mais bacana desse livro não é o que se vê por cima, não é apenas o drama vivido pelos moradores de Chester’s Mill, a redoma que os aprisiona, ou então as mentes deturpadas que habitam essa cidadezinha do interior, não. Se você dedicar um pouco mais de atenção durante a leitura, poderá perceber diversas lições que o autor nos transmite. É uma história muito bem escrita e estruturada. Os personagens te impressionam sempre, seja para o bem ou para o mal. As descrições de cenários e situações vividas pelos moradores são impecáveis! Você se sente dentro da história :)

Half Bad – Sally Green

2015-12-15_15.03.46[1]

Por trás de toda a magia e fantasia aparentes nesse livro, nós podemos ver uma história que nos remete à preconceitos muito comuns do nossos dia-a-dia. Além de ser uma história intrigante e repleta de seres místicos muito originais, é também um importante incentivador à quebra de preconceitos e respeito ao próximo. Nathan é um personagem que te surpreende a todo momento, seja pela maneira como supera seus obstáculos, ou então na maneira com que lida com seus adversários. A trama é cheia de ação e suspense, com uma pitada de romance bem leve e muitas lições pra se aprender. Half Bad é o primeiro livro de uma trilogia e o segundo volume (Half Wild)  já foi lançado aqui no Brasil pela editora Intrínseca.

Silo – Hugh Howey

2015-12-15_15.06.30[1]

Esse livro foi citado aqui no blog em um outro post meu (Top 5 Livros para 2015) como proposta de leitura. E devo confessar que essa foi uma leitura incrível, arrebatadora e ao mesmo tempo tocante. Eu chorei, eu ri, eu quis socar a cara de alguns personagens… enfim, o melhor livro ever! Foram muitas as sensações, porém a maior delas foi de abandono, perda, medo e insegurança. E isso me modificou muito. É claro que se você for olhar apenas a história central (que é uma devastação nuclear que extermina a raça humana e o que resta dela se vê presa em silos) pode parecer uma história bem comum. Mas novamente eu digo que é importante ler nas entrelinhas e tentar compreender a mensagem que o autor transmite.


E bem, essas foram as minhas três melhores leituras do ano (claro que ficaram de fora outras quase tão incríveis como: Os dois últimos livros da série Os Bridgertons da autora Julia Quinn; Pines, de Blake Chrouch; Resident Evil – A conspiração Umbrella, de S. D. Perry; Boneca de Ossos, de Holly Black; Os elefantes não esquecem, da rainha do crime Agatha Christie…) Enfim!

Mas e aí, qual foi a sua melhor leitura do ano? Conta pra gente! :)

Beijo e até a próxima :*