04 de jan de 2016

WordPress: Tags x Categorias

Uma das grandes diferenças entre o WordPress e o Blogger são as categorias e tags. Enquanto no Blogger temos apenas as tags, no WP temos as duas coisas. Ambas são importantes e fazem toda a diferença em um blog, e nesse post eu vou explicar o porquê e como vocês podem organizar o blog de vocês usando essas duas ferramentas.

wp

O que são as Categorias e as Tags?

Categoria é o tema principal do seu post, basicamente. Sempre que seu leitor clicar em determinada categoria, todos os posts com o mesmo tema aparecerão. Usando as categorias o seu blog fica mais organizado, como se você estivesse separando por pastas todo o conteúdo do seu blog.

As tags são “subcategorias”. Elas servem para caracterizar seus posts com diferentes palavras, mas não necessariamente sendo o tema principal dele.

Como organizar as categorias e tags?

A primeira coisa que vocês têm que pensar quando vão criar um post é: sobre o que é esse post? É um filme? Uma receita? Uma resenha de livro? Depois de pensar isso, vocês têm que decidir qual será a melhor maneira de categorizar o post para vocês e seus leitores.

Por exemplo: vocês vão criar a resenha de um filme. Porém, qual a melhor forma de categorizar esse post? Vocês podem escolher colocar na categoria “Resenhas” e nas tags definir qual tipo de resenha é. Ou vocês podem criar as categorias “Filmes”, “Livros” e “Séries”. Como decidir qual o melhor? Bom, pessoalmente falando, acho que depende muito da quantidade de posts que vocês falam sobre determinado assunto. Se fazem poucas resenhas, talvez nem compense criar categorias separadas e isso pode servir de estratégia para manter o público no blog. Assim, imagina que vocês só têm dois posts de resenha de filmes; se colocam todos eles na categoria Resenhas, junto com os livros e séries, os seus leitores podem, ao buscar resenhas de filmes, se interessar por outras resenhas que aparecerem ali. Se só aparecerem dois filmes, talvez eles vejam essas resenhas e saiam do blog sem terem interesse em procurar outros assuntos.

Por outro lado, se seus blogs tiverem muitos posts de filmes, talvez seja melhor categorizar separadamente. Assim as pessoas que clicarem em “Filmes” saberão que ali elas encontrarão tudo relacionado a filmes, não necessariamente apenas resenhas.

As tags funcionam de outra forma. Vamos supor que vocês escolheram criar a categoria “Filmes”. O post de vocês é sobre o filme “Um amor pra recordar”, um filme de romance que conta a história de dois jovens que se apaixonam e sofrem por conta de uma doença. As tags do post podem ser as palavras-chave: romance, jovens, adolescente, amor. Vocês podem colocar também os nomes do atores principais, o nome do filme e coisas assim.

Qual o tamanho ideal para as tags e categorias

O tamanho (quantidade de caracteres) ideal é: o menor possível. No caso das categorias, vocês têm liberdade para criar assuntos compostos, iguais às categorias que temos aqui no CDB: “Moda & Beleza”, “Viagens & Intercâmbio”. São assuntos que são ~quase~ sinônimos, então, tudo bem estarem juntos.

No caso das tags, lembrem-se: palavras-chave. Você pode criar quantas tags você quiser, mas são palavras que servem para caracterizar seus posts e facilitar para seus leitores filtrarem seus posts. Colocar uma frase não é a melhor opção, certo? Mas vocês também têm liberdade para colocar mais de uma palavra, por exemplo, nomes de celebridades como “Marcela Magossi” (HEHEHE) ou nomes de filmes como “A Culpa é das Estrelas”.

Tenho Blogger, e agora?

No Blogger nós só temos a opção de tags. O que algumas blogueiras fazem é usar as tags como a mesma função das categorias. Se futuramente vocês forem migrar para o WP, irá tudo como tag, mas há uma ferramente no WP em que você pode mudar algumas tags para categorias (e vice-versa) automaticamente. Aí, vai de gosto, você pode decidir como usar no Blogger da forma como preferir, lembrando que quanto mais prático para seus leitores, melhor, então busque manter sempre organizado (seja como tag ou categoria).


Esse post foi uma recomendação da Aziza, no post Conheça o painel do WordPress. Se você, assim como ela, tem alguma recomendação ou pedido de post, deixe nos comentários ou dê seu pitaco ali no espaço que temos na lateral do blog! Juro que aos poucos vou elaborando os posts de acordo com os pedidos de vocês!

Um super beijo e até a próxima!

Postado por Marcela Magossi

Apesar da carinha de 15, tem 20 anos, cursa Sistemas de Informação na Unicamp e pretende ser Presidente do Brasil. Expõe todos os seus sonhos no seu blog, Lances para sonhar, e compartilha aqui tudo o que ela aprende sobre html e design gráfico durante suas madrugadas regadas por café, chocolate e Coca-Cola.
09 de nov de 2015

Conheça o Painel do WordPress

Oi, gente! Tudo bem com vocês? Hoje minha intenção é apresentá-las ao WordPress, então vocês que estão pensando em migrar poderão fazer isso sem medo porque já estarão entendendo como funciona as funções básicas. (Lembrando que nesse post eu não vou me aprofundar em como funcionam as funções, irei apenas mostrar como funciona o painel e o que tem nele).

painelwp

1. Painel

painelNa lateral do WordPress temos uma menu com todas as funções do WP e essas funções são divididas com submenus. Os submenus encontrados em Painel são: Início e Atualizações.

A página de Início é a primeira página que aparece quando você loga no WordPress. Nela você encontra alguns links para aprender a plataforma e há algumas caixas com informações do blog (quantidade de comentários, posts, etc…) e possíveis plugins. Por exemplo, no meu blog tenho o plugin Count Per Day, se eu quiser, eu posso ver o total e a média de visitas por dia logo na primeira página

2. Posts

posts Os submenus encontrados em Posts são: Todos os Posts, Adicionar Novo (post), Categorias e Tags.

Diferente do Blogger, as Tags e Categorias do WP são coisas diferentes e você deve aprender a usá-las muito bem para que seu blog fique organizado para o leitor. Vou tentar explicar de forma bem prática, tá bom? Se você for postar uma resenha de um filme, você cria uma categoria chamada “Resenha”. Nessa categoria você deve colocar todos os posts de resenhas que você quiser, seja de filmes, séries, livros e de preferência escolha apenas uma categoria para o seu post… Nas Tags vocês pode colocar muitas categorias, nelas você especifica resenha sobre o que é, o gênero do filme e coisas assim, por exemplo: “Filmes, Comédia Romântica, Amor, Casal”.

3. Mídia

Midia Os submenus encontrados em Mídia são: Biblioteca e Adicionar Nova (mídia).

Em Biblioteca você encontra todas as mídias que você tem no seu blog, quando você adiciona uma imagem direto da página de criação de post, essa imagem automaticamente é enviada para a Biblioteca.

4. Páginas

paginas Os submenus encontrados em Páginas são: Todas as Páginas e Adicionar Nova (página).

As páginas você cria para colocar coisas como “Sobre”, “Contato” e “Blogroll”. Quando você cria uma página, um link é gerado (dependendo da configuração de links do seu WP) e você pode linkar essa página no seu menu, sidebar ou em qualquer outro lugar!

5. Comentários

Comentarios Não há submenus em Comentários. Nesta área há todos os comentários do seu blog, de todos os posts.

6. Aparência

Aparência Os submenus encontrados em Aparência são: Temas,  Personalizar, Widgets, Menus e Editor.

Em Temas você encontra todos os temas que estão disponíveis para serem ativados, além de poder baixar seu tema diretamente por lá (é só tê-lo salvo em formato .zip).

Em Personalizar, você pode fazer algumas alterações no tema sem necessitar mexer em códigos; essa página depende muito de como seu tema foi criado, há temas que essa área não é muito personalizável.

Em Widgets você consegue adicionar algumas coisas na sidebar, por exemplo. Já tem alguns widgets prontos e outros você pode baixar com plugins, então é só arrastar para a caixa correspondente à sidebar e ele aparecerá no tema, sem precisar mexer em códigos também.

Em Menus você consegue alterar o menu do seu blog, mas esse submenu funciona como o Personalizar, depende do seu tema e do que ele suporta.

Em Editor, você tem acesso ao código dos temas e pode editá-lo conforme deseja.

7. Plugins

PluginsOs submenus encontrados em Plugins são: Plugins Instalados, Adicionar Novo (plugin) e Editor.

No submenu Plugins Instalados você pode ver todos os seus plugins ativos e inativos, ver um resuminho de cada um e, dependendo do plugin, ver algumas configurações.

8. Usuários

usuarios Os submenus encontrados em Usuários são: Todos os Usuários, Adicionar Novo (usuários) e Seu Perfil.

Os usuários podem ser criados com diferentes hierarquias, depois de criados, têm a opção de alterar suas informações no submenu Seu Perfil. Ao instalar o WordPress, um usuário é criado, no caso, o seu, hahaha! :)

9. Ferramentas

ferramentas Os submenus encontrados em Ferramentas são: Disponíveis, Importar e Exportar.

Essa parte do menu eu nunca tinha usado até ter que fazer esse post e foi lindo descobrir que o WordPress tem essa função. Em Disponíveis você tem acesso há algumas ferramentas que facilitam sua vida e são explicadinhas sobre como usá-las. Tem uma chamada Conversor de Tags e Categorias, e ela faz o que o próprio nome já diz, lindo, né? Ótimo pra quem acaba de migrar do Blogger para o WP, assim como tudo do Blogger vem como Tag, você pode converter as que você quiser em Categorias (como eu não sabia disso, gente?!).

10. Configurações

Config Os submenus encontrados em Configurações são: Geral, Escrita, Leitura, Discussão, Mídia, Links Permanentes.

Basicamente, essa parte é pra configurar as partes mais “técnicas”. Por exemplo, se você cria uma página nova, o link é mais ou menos assim: http://seublog.com/?p=123. Em Links Permanentes você consegue mudar esse Padrão e colocar o link para ser gerado de outra forma, tipo por título. Vamos supor que o nome da sua página é “contato”, o link gerado será: http://seublog.com/contato.

Enfim, cada submenu é responsável por uma parte do blog e tem muitas opções como: formato de data, título do site, número de posts por página e assim vai…

Ps.: Alguns plugins, quando ativados, aparecem na lateral do WP, seja como um item do menu ou como submenu (a primeira imagem do menu Painel mostra um exemplo).


Acho que é isso por hoje! Espero que seja muito útil pra vocês esse post. Prometo que assim que eu entrar de férias, eu trarei posts mais sobre html mesmo para que seja útil não só para quem tem WP, afinal, eu sou #teamWP, mas não tenho nada contra os meus migos from Blogger!

Se tiverem dicas de posts, opiniões ou só quiserem deixar um ‘Oi’, basta usar os comentários que eu também vou tentar ser mais rápida para respondê-las (não estou acostumada a não receber notificação de novos comentários, hahaha). Qualquer coisa, podem me procurar pelas minhas redes sociais também e logo menos no meu blog quando eu terminar o layout dele! Beijos! <3

Postado por Marcela Magossi

Apesar da carinha de 15, tem 20 anos, cursa Sistemas de Informação na Unicamp e pretende ser Presidente do Brasil. Expõe todos os seus sonhos no seu blog, Lances para sonhar, e compartilha aqui tudo o que ela aprende sobre html e design gráfico durante suas madrugadas regadas por café, chocolate e Coca-Cola.
Página 1 de 41234