17 de fev de 2016

Tô te tirando de mim

Sim. É isso mesmo o que você escutou. Tô te tirando de mim. Arrancando cada pedacinho de você do meu peito e deixando apenas a bagunça que você causou. E que bagunça, hein? Tudo bem que meu peito não era um exemplo de arrumação, mas eu passei um bom tempo colocando a casa em ordem. E aí você apareceu. E eu te recebi como a melhor anfitriã do mundo. Ok, pelo menos a melhor que eu conseguia ser. Deixei que se sentisse em casa e se acolhesse em meu coração. Não disse que te queria ali sempre, mas nas minhas ações você já tinha percebido isso.

Créditos: Pixabay

Créditos: Pixabay

Você aproveitou a estadia e ficou um bom tempo. Tivemos grandes momentos, e eu os espalhava pela casa em forma de porta retratos. Ela estava mais colorida e mais feliz com seu rosto.

Mas então eu quis conhecer como era seu cantinho também. Ver se estava tão bagunçado como o meu, e te ajudar a arrumar. Pra minha surpresa, estava trancado. Pedi pra entrar, com a maior humildade do mundo. Você não deixou. Do lado de fora, do jardim, vi várias pessoas entrarem e saírem com a mesma velocidade. Mas eu… Nada.

E foi aí que eu percebi que minha hospitalidade era só mais uma dentre tantas e que, você ficava ali apenas quando precisava, não porque realmente queria. Joguei os porta retratos no chão, baguncei a casa toda novamente e te dei um ultimato: É hora de sair de mim. E se não sair, tô te tirando a força mesmo. Vou passar um bom tempo arrumando tudo de novo e não quero companhia. Muito menos a sua.

Postado por Daiany Gomes

21 anos, paulista e formada em marketing. Aos 9 escreveu uma peça de teatro sem nenhuma pretensão. De lá pra cá, nunca mais parou. Atriz de alma, escritora por paixão e ruiva de farmácia. Dona mais que orgulhosa do blog Bilhete da Garrafa. De vez em sempre, brinca com as palavras por aí.


  • Irianne

    Em 17.02.2016

    Menina, me senti no meio de uma hotline bling agora, fechooooooooou tempos

    Responder

  • Stheffany

    Em 17.02.2016

    às vezes temos que matar aquilo que está nos matando. :(

    Responder