05 de set de 2015

As melhores coisas da vida

Durante minhas caminhadas até a escola, eu sempre reflito sobre a vida. Não sobre a minha vida em específico, mas sobre a vida em geral e sempre surgem boas ideias de posts durante essas caminhadas! Essa semana estava refletindo sobre as coisas que têm mais importância em nossas vidas. O que realmente importa? Apesar de sabermos a resposta – amar e ser amado, valorizar a família e os amigos e ajudar os outros -, raramente conseguimos nos libertar das exigências materiais de uma rotina cada vez mais acelerada. E, aos poucos, nos desviamos do que é essencial e perdemos o controle – e o sentido – da vida.

O eterno clichê “dinheiro não traz felicidade” nunca fez muito sentido para mim, confesso. Afinal, não é com o dinheiro que compramos viagens memoráveis, e pagamos nossas próprias contas e conquistamos independência? Não é o dinheiro que pode comprar um sorvete na esquina ou levar a gente a conhecer o mundo inteiro?

Negar isso, seria uma completa hipocrisia. O dinheiro é sim importante, o problema é que muitos reduzem suas vidas a uma busca material incompreensível que os transformam em caçadores de recompensas em tempo integral. Vivendo cada dia em busca de um salário milionário, perdem as pequenas felicidades da vida como um abraço apertado ou admirar um pôr-do-sol, coisas pequenas, mas que estão ao nosso alcance e de graça! Embora o dinheiro seja, de fato, muito mais do que necessário, convenço-me mais a cada dia que as melhores coisas da vida não são coisas.

Já vivi dias incríveis com muito pouco. As melhores coisas, que nos dão mais prazer, estão no simples. A maior mentira que já nos contaram é que precisamos de dinheiro para viver momentos memoráveis. Por que as melhores coisas da vida, verdadeiramente, custam pouco ou nada: dormir de conchinha, passear de bicicleta, ver o sorriso de uma criança, apreciar a vista, encontrar os amigos. Pequenos prazeres que só vive quem sabe viver.

E o caminho para encontrar a realização nas coisas mais simples e comuns não é tão difícil quanto parece, mas trata-se de um exercício que exige muita força de vontade e, principalmente, um olhar sem preconceitos. Para começar, olhe para trás e pense nos momentos felizes que você já viveu. Se você listar, vai perceber que por trás de todas as conquistas materiais, havia algo maior. Se eu fui muito feliz ao comprar meu carro, minha realização não estava no carro, e sim no fato de eu ter me organizado e superado uma dificuldade.

Nosso melhor exemplo: as crianças

Já parou para perceber como uma criança se realiza na praia? Ela corre, mergulha, chuta areia, faz castelinho. Ninguém se diverte na praia como uma criança. E isso tem explicação.

“A gente pode aprender muito com as crianças. Elas são o nosso principal espelho. Elas se jogam na vida, curtem a experiência com toda vontade, sem preocupações. O macete é esse. Ela não se importa se é rica, pobre, gorda, branca, preta ou se está doente“.

Com o tempo e os valores ensinados na sociedade, perdemos essa liberdade. Mas há esperança, e podemos voltar a perceber que o essencial é invisível aos olhos. “O idoso tem grandes chances de encontrar a felicidade nas coisas simples, novamente. Ele já tem maturidade para entender o que é importante”.

Aproveite os momentos bons que a vida lhe proporciona

Questione-se
Tire um tempo só para você. Pare um pouco e se pergunte: o que eu acho que vai trazer realização para a minha vida, de fato? Por qual motivo eu estou dando valor a determinadas coisas? Fazendo essa reflexão, a gente percebe que muitas coisas não são tão importantes como nós achamos.

Defina suas prioridades
Hoje você se mata para trocar de carro. Tudo bem. Mas e se amanhã ficar doente (o que pode acontecer qualquer hora e com qualquer um), qual a diferença que esse carro faria? Em uma doença, é mais importante ter um carro zero ou bons amigos? A vida é muito incerta e não podemos controlar as variáveis. Então invista no que realmente vale a pena e faz a diferença.

Use seu tempo com sabedoria
Tente encontrar mais equilíbrio no uso do seu tempo. E procure pensar a vida em termos de porcentagem. Se a sua vida é uma pizza de 8 pedaços, por exemplo, quantos você está consumindo com o trabalho, o lazer, a atenção aos amados. E depois avalie se a sua distribuição é justa. Geralmente, se a gente para e avalia a vida em porcentagem, conseguimos ver que estamos dando pouca atenção e tempo justamente para quem realmente importa.

Viva o presente
“Quem vive de passado é museu…”, ou tem tendência à depressão. Se perdi uma oportunidade, se eu poderia ter feito algo de outra forma, tudo bem. Mas isso não precisa tomar conta da mente. Pode até não levar a um caso depressivo, mas traz emoções depressivas, como mágoa e arrependimento. Já para quem vive no futuro, a chance de viver no limite da ansiedade é grande, pois você só pensa no que está por vir. Não podemos viver só no presente, pois precisamos planejar o futuro e aprender com o passado. Mas a maior parte da nossa vida é agora. Então, vamos nos jogar mais, viver mais.

Seja feliz
Quando conseguimos agrupar tudo isso (focar no presente, ter equilíbrio nas várias áreas da vida e priorizar o que realmente importa), temos muito mais chances de sermos felizes e conseguir aproveitar o melhor da vida.


Espero que vocês tenham gostado do textinho de hoje. Me contem, o que faz VOCÊ feliz?

Beijo e até a próxima!

Postado por Carla Vieira

Uma paulista baixinha de 17 anos, ansiosa e determinada, que sonha alto demais. Sou uma rata de biblioteca, sinto a necessidade de viver outras histórias e poder entrar em um mundo que não é meu. Também amo escrever. Aqui no blog, irei mostrar a vocês a minha visão de mundo! Se quiser me acompanhe também pelo meu blog pessoal.
08 de abr de 2015

Invista suas energias nos seus sonhos

Uma das minhas coisas favoritas é sonhar. Tenho certeza que você também gosta! A gente fecha os olhos, foge um pouco da realidade e por alguns instantes se vê em um mundo perfeito em que nossos sonhos estão todos sendo realizados. No meu caso, haveria livros, chocolate, céu azul e a brisa do vento no meu rosto. Mas chega uma hora que isso não é suficiente, a gente quer viver o que sonhamos de verdade e não apenas por alguns singelos minutos! E aí chega a hora de investir todas as nossas energias nos nossos sonhos.
snfioa
A maioria das pessoas investe suas energias nos locais errados, dedicando boa parte do seu dia para falar mal, cuidar da vida dos outros e criticar aquilo que não gosta. Pense bem, se alguém não gosta de algo, pra que remoer, pensar ou falar sobre isso a maior parte do tempo?

Quando a gente perde o foco de nós mesmos e nos focamos em pensar, criticar e reclamar de outras pessoas acabamos deixando de lado algo muito importante: o nosso próprio crescimento. Criticar alguém e cuidar da vida alheia não acrescenta nada de bom na nossa vida! Não se compare aos outros e não foque no que eles estão fazendo! Invista todas as suas energias em você e nos sonhos que estão esperando para ser realizados porque, quando você começa a olhar demais pro lado, você perde o seu equilíbrio.

Procure escutar suas músicas preferidas, ler seus livros favoritos, criar novos planos… Sabe aquele sonho que você acha impossível? Transforme-o em um objetivo, se organize e crie metas para alcançá-lo!

citaç]ao augusto cury

Dicas para realizar os seus sonhos

Conheça-se: é sempre importante olhar para si mesmo, pois assim você evita desperdício de energia e consegue identificar seus pontos fracos, que merecem ser aprimorados e seus medos que devem ser controlados.

“A sinceridade e o respeito consigo mesmo são fortes aliados para planejar e caminhar na direção dos seus sonhos”.

Controle seus medos: seus medos podem ser a maior barreira que te separa dos seus sonhos! Mas ao invés de gastar suas energias e tempo tentando livrar-se deles, invista em abraçar e aceitar seus medos. Leve-os junto com você no caminho para seu sonho, mas aprenda a ser superior a eles e tome o controle de suas próprias emoções e decisões.

Inspire-se: procure ouvir histórias de pessoas que realizaram seus sonhos mais improváveis, leia um bom livro com dicas (dica: Nunca desista de seus sonhos – Augusto Cury) e fique sempre perto de pessoas otimistas e positivas, pessoas que trazem aquilo que há de melhor em você à tona!

Planeje: Sem metas, os sonhos não têm alicerces. Trace metas que te conduzam ao caminho de realizá-los, dessa forma você estará preparado não só para antecipar as etapas e as dificuldades pelo caminho, mas também para não desanimar quando algo não sair como esperado.

“Melhor é errar por tentar do que errar por se omitir.”

Lembre-se: precisamos perseguir os nossos mais belos ideais. Desistir é uma palavra que deve ser eliminada do dicionário de quem sonha e deseja conquistar. Já dizia Augusto Cury:

“Não se esqueça de que você vai falhar 100% das vezes em que não tentar, vai perder 100% das vezes em que não procurar, vai ficar parado 100% das vezes em que não ousar andar.”

Então, TENTE! Dê ouvidos a quem te ama e te valoriza. Acredite em si mesmo sempre!

Postado por Carla Vieira

Uma paulista baixinha de 17 anos, ansiosa e determinada, que sonha alto demais. Sou uma rata de biblioteca, sinto a necessidade de viver outras histórias e poder entrar em um mundo que não é meu. Também amo escrever. Aqui no blog, irei mostrar a vocês a minha visão de mundo! Se quiser me acompanhe também pelo meu blog pessoal.