24 de set de 2015

Dicas para fotografar produtos de beleza

Olá, pessoal! Eu sou a Maria, do Blog Novas Alices e hoje eu vou falar um pouco sobre fotografia de produtos de beleza. Que tal se inspirar e colocar todas as dicas em prática pra fotografar aquele seu cosmético favorito?

É muito comum encontrar fotos de produtos de beleza em grande parte dos blogs femininos, por conta das resenhas de cosméticos e maquiagem. Mas alguns produtos podem não ser tão fotogênicos, outros podem causar reflexos indesejáveis. Chamamos esse tipo de fotografia de still life, onde sempre há um produto em destaque no meio de uma composição ou cenário. Separei alguns exemplos para te inspirar e dicas para que suas fotos fiquem lindas e seus posts mais atrativos!

A escolha do fundo

Nem sempre o fundo inteiro branco é a melhor escolha. Você pode sim usar uma cartolina branca para criar um mini-fundo infinito, mas existem outras possibilidades. No caso de cosméticos, prefira utilizar um fundo claro, pois produtos de beleza sempre nos remetem à leveza, limpeza e tranquilidade. No caso de maquiagem e perfumes, você pode criar luzes com efeitos diferentes, dramáticas e noturnas. Também pode usar espelhos, sua penteadeira, revistas e livros de moda, e até mesmo um tecido ou papel estampado. Tudo vai depender do tema e do tipo de produto a ser fotografado. Procure fugir do convencional e pense em todos os detalhes! Sempre dá um pouco de trabalho montar, mas o resultado vale a pena.

Composição

Fotos assim pedem cenário! Você precisa dizer tudo sobre o produto através da foto e mostrar o contexto em que ele se encontra. Por exemplo: se você fotografar um hidratante corporal, pode misturar elementos que se encaixem no tema ou que apenas deixe o ambiente mais aconchegante. Pode ser uma toalha, uma cesta, uma plantinha, algum ingrediente que contenha no produto, flores, luzes criativas. Só não exagere na dose! Evite usar muitas cores contrastantes e tome cuidado para não tirar a atenção do produto principal. Os elementos devem compor a imagem de uma forma natural, como se aquele cenário fosse parte do seu dia-a-dia e não algo montado para a foto, mesmo todo mundo sabendo que foi, hehe!

Ângulos criativos

Como eu falei lá em cima, alguns produtos emitem reflexos, mas isso pode ser corrigido apenas com a sua posição em relação ao objeto. A posição da luz também conta, mesmo que seja luz natural, nesse caso, vá mudando a posição do objeto. Experimente formas diferentes de fotografar: suba em uma cadeira e fotografe de cima, explore todos os ângulos até achar o enquadramento ideal. Isso faz toda a diferença! E não tenha pressa. Aproveite para usar toda a sua criatividade!

Controle da luz

Se você tiver somente o celular para fotografar ou uma câmera compacta, procure fotografar à luz do dia e use e abuse de luzes artificiais. Quanto mais luz, melhor. Isso porque a câmera no automático sempre vai tentar deixar a foto bem exposta, e quanto mais luz tiver, menos ruído vai gerar e sua foto vai ficar com uma qualidade melhor. Pisca-pisca, abajur, luzes com efeitos coloridos, velas, lanterna e luz de led são algumas das opções que você pode experimentar para dar um toque diferente e criativo na sua foto!


Gostaram das dicas? Sempre que vou fotografar produtos de beleza sigo essas regrinhas básicas e o resultado sempre me deixa feliz. Espero que esse post tenha ajudado vocês, qualquer dúvida podem deixar nos comentários! 🙂

22 de set de 2015

Viajando pela América do Sul

Oi gente! Eu sou a Isabel do blog Monde Notre e escrevo sobre viagens aqui no CDB junto com a Juliana, todo dia 08 e 22 do mês tem post novo na categoria ok?  *u*

Em tempos de crise a primeira coisa a se cortar são as viagens, certo? Não! Eu sei que o dólar está alto e fica mais difícil para viajar, mas sempre há opções mais perto do que se imagina para superar um pouco a impossibilidade de ir para os EUA. Viajar para a América do Sul é mais fácil e barato, pois dependendo de onde você esteja o transporte pode ser de ônibus ou até mesmo de carro, sem falar que sempre vejo promoções de passagens para Chile ou Peru. Também não precisamos de vistos, passaporte (só o RG vale, mas tem que estar atualizado ok?) e nossa moeda em geral acaba valendo mais. Confesso que não conheço todos os lugares citados, mas quero muito fazer um mochilão pela América do Sul e esses com certeza são lugares que não podem faltar.

Buenos Aires – Argentina

Com bastante opções de voos e promoções, Buenos Aires foi o meu primeiro destino internacional e acho uma super pedida para quem ainda não sabe por onde começar. É um ótimo lugar para apreciar a gastronomia, comer em uma parrilla tradicional e também aproveitar e passar no mercado para trazer um regional dulche de leche como lembrança pro pessoal que ficou no Brasil. Além dos pontos turísticos mais conhecidos, recomendo muito uma passadinha na livraria El Ateneo, um lugar maravilhoso cheio de livros e super moderno, porém conta com a estrutura de um teatro antigo. Outro lugar que fora do típico turismo de Buenos Aires é o bairro Palermo. Uma ótima pedida se você gosta de ver e conhecer pessoas descoladas, além de ser um ótimo lugar para descobrir marcas e lojas diferentes.

Punta Del Este – Uruguai

Lugar de cassinos, praia e curtição. Punta Del Este é um ótimo destino para quem gosta da vida noturna, mas atenção para as datas fora da estação, pois o lugar se esvazia e a maioria dos hotéis vão estar fechados. Lembro que quando fui levei apenas um dia para conhecer o lugar, já que estava bem vazia e não havia muito o que fazer por ali. Se for, não deixe de tirar foto com o Monumento ao Afogado, cartão-postal da cidade que fica localizado na praia de La Brava. Como o nome sugere ela não tem um mar muito calmo, então se sua intenção for curtir uma praia recomendo a La Barra. Um lugar legal para quem quer fugir dessa curtição que é Punta Del Este na estação é ir para o balneário José Ignácio, há menos de uma hora é possível relaxar e admirar um pôr-do-sol divino.

Santiago – Chile

Confesso que Santiago nunca me atraiu muito, mas quando estava pesquisando sobre a cidade para fazer o post só me deu vontade de pegar minhas malas e conhecer a cidade. A vista que se tem da Cordilheira do Andes ao fundo é maravilhosa e por mim só ela já valeria a viagem inteira. Além disso, Santiago conta com passeios bastante culturais, entre eles: Museu La Chascona, lugar onde o poeta Pablo Neruda já morou, uma ótima oportunidade para conhecer melhor do seu trabalho, e o Museu Nacional de Bellas Artes, lugar perfeito para apreciar o trabalho de artistas chilenos, entre outros. Um passeio que deve agradar a todos é pela vinícolas, várias oferecem o tour para os turistas. A mais conhecida é pela vinícola Concha y Toro, que conta com uma degustação no final do tour.

Bogotá – Colômbia

Conhecida por ser uma capital que contrasta o verde e a cidade, Bogotá é uma cidade que muitos brasileiros não levam em consideração quando estão planejando para onde vão viajar. Ainda bem que isso está mudando, porque a cidade tem muita coisa legal para se ver. Além dos preços bem amigos para turistas, conta com lugares muito interessantes como o restaurante Andrés Carne de Res, mas o lugar não é apenas um restaurante e sim uma experiência, pois além da comida, a decoração, música e atrações do Andrés Carne de Res transforma tudo isso em uma noite incrível. Outro lugar interessantíssimo é a Catedral de Sal de Zipaquirá, localizado distante da cidade mas vale a pena a ida, foi construída no interior das minas de sal e tem uma arquitetura muito diferente, principalmente por se tratar de uma capela. Minha última dica é o Museu Botero, mesmo para quem não gosta de visitar museu, esse é daqueles que você não pode perder, Botero tem um trabalho super único e se tornou super conhecido por pintar mulheres voluptuosas.

Cusco – Peru

Cusco ficou conhecida por ser base para muitos que visitam o Machu Piccu, mas a cidade oferece outras atrações que também valem muito a pena conhecer. O Machu Piccu atualmente é considerada uma das 7 maravilhas do mundo, visitar o local é uma verdadeira viagem ao tempo. Ela foi descoberta em 1911 pelo historiador Hiram Bingham e desde então tem sido um lugar extremamente visitado pelos turistas, por causa de tamanha procura, agora as visitações estão limitadas mas vale muitíssimo a pena se programar. De acordo com o que se sabe até hoje, Machu Piccu teria sido um santuário construído pelos incas, existem muitos mistérios e lendas sobre o assunto, o que torna tudo mais interessante. Além dele, também vale a pena visitar o templo Qorikancha, templo do império inca. Ah! Não deixe de ir no Jack’s Cafe pelo menos uma vez para um café-da-manhã inigualável.


Bateu vontade de conhecer né? Alguém já visitou alguns desses lugares? Deixem aqui nos comentários as experiências de vocês!

Beijo!

Página 2 de 11123456... 11Próximo