08 de mar de 2015

Dia Internacional da Mulher

Como vocês já devem saber, hoje é o Dia Internacional da Mulher!! E nós não podíamos deixar essa data passar em branco aqui no blog! Afinal, as mulheres têm um grande papel na história da sociedade.

Feliz Dia Internacional das Mulheres

Por que 8 de março é o Dia Internacional da Mulher?

O Dia Internacional das Mulheres é sempre associado a uma manifestação de operárias do setor têxtil de Nova York ocorrida em 8 de março de 1857. Elas foram violentamente reprimidas pela polícia, e decidiram se refugiar nas dependências da fábrica, mas os patrões e a polícia trancaram as portas da fábrica e atearam fogo. Asfixiadas, dentro de um local em chamas, as tecelãs morreram carbonizadas. Apesar de haver controvérsias sobre a veracidade dessa história, ela acabou se tornando um marco.

Então, durante a II Conferência Internacional de Mulheres, realizada em 1910 na Dinamarca, a famosa ativista pelos direitos femininos, Clara Zetkin, propôs que o 8 de março fosse declarado como o Dia Internacional da Mulher, em homenagem às tecelãs de Nova Iorque. A partir daí, essa data começou a ser comemorada no mundo inteiro.

Qual a importância desse dia?

Nós sabemos que o dia da mulher é todo dia e que devemos ser respeitadas diariamente. Mas ter uma data é importante, pois ela não serve apenas para que recebamos flores e chocolates 3_3 . Ela foi criada para ser uma forma de homenagem àquelas mulheres que morreram por causa de homens que se achavam melhores do que elas; e também é uma oportunidade para discutir sobre os direitos das mulheres e tentar diminuir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais, que sofremos ainda hoje.

As mulheres lutam por mais espaço na sociedade e por igualdade de direitos. Elas almejam ter um alto grau de escolaridade, um bom emprego e buscam uma igualdade baseada no respeito e reconhecimento do seu papel na sociedade.

As mulheres são guerreiras, durante o dia, são uma excelente profissional, à noite com os filhos, a mãe amável, companheira, atenciosa; sem deixar de lado sua família e amigos. A mulher chora quando é preciso, mas sabe ser forte quando necessário.

“Mulheres não querem ser iguais aos homens, apenas querem ser reconhecidas como um ser humano tão capaz quanto um homem de realizar inúmeras tarefas. Ninguém é melhor que ninguém, todos são seres humanos com dois braços, duas pernas e uma cabeça, portanto, capazes de realizar as mesmas coisas.”
– Autor desconhecido

Mulheres que nos inspiram

Existem milhares de mulheres na história que estavam a frente de seu tempo, que juntas mudaram o mundo e que ainda lutam por nossos direitos!

mulheres 1

Coco Chanel

Sou eternamente grata a Gabrielle Bonheur Chanel por poder usar calças compridas e vestido tubinho. A estilista francesa mudou os padrões da moda nos anos 20 e conseguiu atribuir ao vestuário feminino, peças masculinas e roupas que valorizam as curvas.

Emma Watson

Nossa eterna Hermione, desde que se tornou Embaixadora da ONU pelos Direitos da Mulher, tem debatido bastante sobre questões feministas e falou sobre seu repúdio ao caso do vazamento de fotos íntimas de atrizes como Jennifer Lawrence. Ela também lançou uma campanha de igualdade chamada “HeForShe”, que chamou os homens e garotos para abraçar a luta pelo fim das desigualdades entre os gêneros. Dez pontos para a Grifinória!

“Quero que os homens se comprometam para que, assim, suas filhas, irmãs e mães se libertem do preconceito e também para que seus filhos sintam que têm permissão para serem vulneráveis, humanos e uma versão mais honesta e completa deles mesmos”.

mulheres 2

Malala Yousafzay

Malala Yousafzay, a jovem paquistanesa de 17 anos que ganhou o Nobel da Paz, é com certeza uma das mulheres que eu amaria conhecer. Depois de ser baleada por talibãs na cabeça, aos quinze anos de idade, ganhou destaque internacional por assumir a batalha pela educação para as meninas do seu país e virou um ícone da do movimento feminista.

“Os terroristas pensavam que mudariam nossos objetivos e conteriam nossas ambições, mas nada mudou em minha vida exceto isto: a fraqueza, o medo e a desesperança morreram. Força, poder e coragem nasceram”.

Patricia Arquette

E mais recentemente, temos nossa querida Patricia, atriz de Boyhood, que após receber o Oscar fez um discurso feminista, que pedia que as mulheres finalmente fossem tratadas da mesma forma que os homens e tivessem os mesmos direitos, principalmente no que diz respeito a salários e ainda fez Meryl Streep vibrar *u*


Homenagem dos leitores

Mas não são só as famosas que nos inspiram, diariamente, nos deparamos com mulheres incríveis, dentro de casa, no trabalho, na faculdade, enfim, em todos os lugares. Mulheres que merecem o nosso respeito. Por conta disso, abri um espaço para que os leitores falassem sobre as mulheres que os inspiram!

Marcela Magossi – Minha mãe me inspira muito. Ela cresceu ouvindo da minha vó: “Você precisa ter dois diplomas, primeiro o da faculdade, depois o marido”. Hoje, ela é formada, pós-graduada, funcionária pública (enfermeira) de um dos melhores hospitais do país e casada. Ela herdou da minha vó essa valorização dos estudos (minha vó tinha medo que ela dependesse de homem, por isso sempre quis que ela estudasse), ela investe no meu futuro e me banca na cidade vizinha porque eu não conseguiria ir de ônibus todos os dias, sendo que ela viajava todos os dias para estudar e trabalhava de manicure para pagar a faculdade. Morava com quem dava e onde dava. Aguentava poucas e boas. Enfim, ela é a melhor pra mim. Melhor mãe, enfermeira (dessas que eu não sei como é enfermeira já que chora sempre por ver os pacientes sofrerem), manicure, pedicure, costureira, faz crochês e tricôs maravilhosos e cozinha como ninguém. ♥

Juliana Bittar – Minha inspiração é minha vó! Ela tem 84 anos e passou por tanta coisa… Ela não é daquelas vós boazinhas, ela é daquelas que dão bengaladas na cabeça das pessoas! Ela foi cabeleireira, doméstica, camelô, trabalhou muito e se precisasse deixava de comer par a dar comida para quem tinha mais fome que ela. Queria ter a metade da força dela e metade da bondade. Já seria uma pessoa bem melhor! E até tenho uma tatoo dela.

Erica Monteiro – Minha avó era Rainha! Ela criou meu pai e meus tios vendendo pastéis e lavando roupa pra fora. Conviveu com câncer por 14 anos e mesmo assim nunca deixou de fazer as viagens (sonho dela desde novinha, mas que só pôde realizar depois de idosa), nem de sair no carnaval de Salvador (só ela e as amigas, viu?) e vivia dando show em todo mundo que reclamava da vida.

Simone Montilares – Minha mãe é minha inspiração porque mesmo não tendo diploma ou um emprego dos sonhos ela sempre fez de tudo para educar os filhos bem e tirava o seu se fosse preciso para nos dar. Em todo momento ela me surpreende porque tem uma energia que invejo e ela sempre me ensina mesmo que não perceba que a gente tem que correr atrás dos nossos sonhos e não deve ter vergonha de trabalhar duro para conseguir. Ela é a minha maior fonte de força.

Aléxia Fraga – Minha maior inspiração é minha mãe. Quando eu era pequena, ela se virou nos 30 para cuidar de mim (que muitas vezes não tinha outros lugares para ficar) e trabalhar. Com o dinheiro construiu uma casinha onde passei quase toda minha vida. Foi minha primeira professora, sempre estimulou muito minha criatividade, sempre foi uma mãe presente. Cresci vendo ela trabalhar em mais de um lugar, chegar em casa cansada e ainda ter energia para brincar comigo. As coisas estão bem melhores agora, mas ela nunca para de batalhar e correr atrás do que quer. Hoje, ela trabalha com educação infantil, que é o que ela mais ama. É querida por todos os aluninhos e tem um jeito encantador (por mais que eu seja suspeita em falar). Minha mãe é tudo pra mim, minha melhor amiga, meu exemplo, meu amor maior.


Espero de coração que tenham gostado do post! Hoje é um dia muito especial para todas nós. Ah, me conte nos comentários qual as mulheres que te inspiram e o que você fará hoje para homenageá-las 🙂

Postado por Carla Vieira

Uma paulista baixinha de 17 anos, ansiosa e determinada, que sonha alto demais. Sou uma rata de biblioteca, sinto a necessidade de viver outras histórias e poder entrar em um mundo que não é meu. Também amo escrever. Aqui no blog, irei mostrar a vocês a minha visão de mundo! Se quiser me acompanhe também pelo meu blog pessoal.