01 de abr de 2015

Viajar sozinha: como não entrar numa fria

Viajar é tudibão, não é? Seja a turismo ou para ir em outra cidade ou estado resolver alguma coisa: é sempre bom respirar novos ares e andar pelas ruas desconhecidas como se fôssemos moradores da região. Mas fazer isso sem a companhia de alguém pode ser ruim e assustador: como a gente vai se virar numa cidade ou estado que a gente nem conhece? Como a gente vai conseguir ir aos lugares que precisa ir se não sabe nem qual caminho tomar? À princípio é apavorante e dá um baita medo, mas eu já tive 4 experiências onde duas eu fiz sozinha segurando na mão de Deus e as outras duas fiz com meu namorado, mas juntou eu que não sabia titica nenhuma e ele que também não sabia de nada e não deu um, né? haha Por isso vim aqui dar umas dicas pra galerinha que precisa viajar sozinha mas tá com medo!

Eu não sou a pessoa que mais viaja no mundo e pra falar bem a verdade nunca saí do Brasil. Mas não vim aqui dar dicas de como viajar sozinha para lugar x ou y mas sim, dicas de como viajar sozinha – e elas serão úteis aqui ou na China. As dicas são aquelas que funcionaram comigo nas experiências que eu tive. São coisas “simples” mas que quebram um galho enorme e tiram um pouco do nosso medo e a probabilidade de algo dar errado. Então bora ler?

Estudar o lugar

Hoje você tem o Google Maps com a função Street View e demarcação de pontos importantes na cidade. Use e abuse dessas demarcações como pontos de referência! Se está indo à um endereço específico (como quando fui à Macaé tirar meu passaporte e só precisava saber onde era o posto da Polícia Federal e a rodoviária pra voltar pra casa), olhe o nome das ruas e de lojas ao redor para que você saiba se está indo no caminho certo ou não.Você tem uma boca e sabe falar, então faça bom uso dela! Não sabe? Pergunta! Tá com vergonha? Então fica lá perdendo tempo rodando igual uma barata tonta quando podia simplificar tudo e perguntar para alguém onde fica tal lugar. Mas um conselho: peça ajuda a no mínimo 3 pessoas. Você não sabe se a pessoa está te passando a informação correta, seja por ela não saber mesmo ou por pura maldade de querer te dar o caminho errado. Pode parecer meio louco, mas believe me: melhor prevenir do que remediar.

Google Maps, GPS e Waze

Eles serão os seus melhores amigos na hora de te dizer onde você está e indicar o melhor caminho a ser feito para onde quer ir – inclusive, dando um help com restaurantes, lojas, bancos e hospitais próximos ao local que você está e/ou pretende ir. O Google Maps é o melhor nisso! O GPS do seu celular também pode ser útil, mas um ótimo aplicativo (também pra celular) a ser indicado é o Waze, que é uma verdadeira mão-na-roda e te mostra até se o local que você está indo está com chuva, em obras ou com trânsito congestionado! E tudo em tempo real! #vivaatecnologia

Sem dinheiro contado

Eu sei que ninguém aqui é uma máquina de dinheiro, mas leve mais do que o necessário pois nunca se sabe quando precisará de um táxi, ou pagar alguma taxa surpresa ou até mesmo se surgir algo bem legal pra fazer e não ter dinheiro para pagar. Eu por pouco não fiquei de pista no Rio quando fui ao show da Miley! Fui gastando como se não houvesse amanhã, até que na hora de voltar pra rodoviária pra vir embora eu vi que só tinha R$ 12 *o* R$ 12 pra pegar ônibus, van ou, caso precisasse de táxi, tentar um taxista que fizesse esse favor pra mim com essa mixaria de dinheiro. Essa sim foi a hora que senti medo lá. Faltavam 24 minutos para o meu ônibus sair e finalmente apareceu uma van cheia de homens onde tremi na base (women feelings) que passava na esquina da rodoviária e eu peguei. Custou no máximo R$ 3,50 e cheguei a tempo do ônibus sair – faltavam uns 10 minutos! Ainda bem que deu tudo certo e minha passagem de volta já estava comprada. E por falar nisso ↓

Passagem de volta já comprada

Assim que você chegar na rodoviária do seu destino, vá até o guichê de passagens e compre logo a sua passagem de volta! Em caso de perda ou roubo – ou até mesmo má administração do seu dinheiro -, você tem lá a sua volta pra casa garantida e não precisará sacar dinheiro em banco, ou pedir ao povo na rua. Fiz isso quando fui ao show da Miley e não me arrependo! Se eu não tivesse feito, talvez perderia ou gastaria o dinheiro sem nem me lembrar da volta (o que quase aconteceu quando vi meu dinheiro ir pro ralo com camisa de fã e lanches me sobrando apenas R$ 12 para sobreviver por algumas horas em pleno centro do Rio de Janeiro hahaha E SOZINHA!!!).

Vai de busão? O Google ajuda!

Mas olha: só se for em cidade grande (tipo Rio de Janeiro). Quando estive lá com meu namorado, eu colocava para onde queríamos ir e o Google indicava quais linhas e em quais pontos eu conseguiria pegar o ônibus para chegar ao local – e indicava a linha mais rápida, inclusive, o tempo de viagem (e ele sempre coloca de 5 a 15 minutos a mais). Demais,  né? E vou te falar: funcionou perfeitamente! Só houve um momento que o sistema me mostrou uma rota contrária e eu fiquei lá no ponto de ônibus esperando a linha passar, e nada dela! Mas aí usei a tática de abrir a boca e pedir informação. Só então descobri que eu tinha que atravessar a avenida e pegar o ônibus para a direção oposta! São e salvos -_-  imagina se eu não tivesse perguntado? Ia ficar lá, né?
Vejam só com o que o Google pode ajudar em relação aos ônibus/metrôs:

  •   Número e nome da linha
  •   Pontos de embarque e desembarque
  •   Itinerário (trajeto que ele faz)
  •   Tarifa (valor da passagem)
  •   Intervalo de tempo entre um ônibus e outro
  •   Horário estimado que passa no local que você está
  •   Duração da viagem

Aceite ajuda, mas confie desconfiando

Pergunte aos moradores, comerciantes, guardas municipais e policiais sobre os lugares que você está procurando. Deixe a vergonha de lado! Abrir a boca e fazer uma perguntinha que não dói e não custa nada pode te salvar de pegar o caminho errado, ou o caminho mais longo, ou o trecho mais perigoso. Mas lembra do que eu disse lá no primeiro tópico? Pergunte para 2 pessoas ou mais, apenas para tirar a prova real. Tem gente que sabe menos da cidade do que você, tem gente que só atrapalha (involuntariamente) a sua vida e tem gente mal intencionada também, viu? Mas não se assustem: a bondade ainda prevalece e tudo ocorre bem!  *u*

Saiba o custo local

Uma garrafa de água, um almoço, um jantar, um café da manhã, a passagem de ônibus municipal, uma corrida de táxi de poucos minutos, o valor de entrada de alguns pontos turísticos e por aí vai. A água é cara? Vá à algum hipermercado e compre, geralmente sai mais barato. Ou então ande com uma garrafinha e encha em bebedouros de lojas, rodoviária e afins. Procure saber quanto custa em média um almoço e jantar; Quanto custa a passagem dentro da cidade e calcule sempre pra mais pois pode haver trechos em que você precise de dois ônibus; Pesquise o valor de uma corrida de táxi para não ser pega de surpresa. Um bom site para saber qual o custo de vida médio de determinado local é o Numbeo. Fiz vários testes com ele, inclusive para saber o custo de vida na minha cidade e deu super certinho, viu? Ele não tem todos os lugares disponíveis, mas tem um bom número que já serve de enorme ajuda.

Dinheiro no bolso… e no banco!

Mais importante do que levar dinheiro, é ter um dinheiro emergencial na sua conta bancária! Você corre o risco de perder o dinheiro, ou sofrer um assalto, ou ter feito a conta errada,  mas ter uma quantia – mesmo que pequena – no banco para emergências é indispensável. Separe pelo menos R$ 50 pra isso.


Como foi dito lá no começo desse post, todas essas dicas foram úteis nas vezes que precisei sair sozinha por aí. Imaginem só uma garota sozinha na loucura que é o Rio de Janeiro? Quando eu disse para a minha mãe que iria ao show da Miley sozinha ela quase pirou o cabeção, mas não entendia o motivo de tanta preocupação. Hoje quando me lembro da minha peregrinação por lá sem minha mãe ou meu namorado do lado eu consigo ter uma ideia do quão difícil foi pra minha mãe deixar a “primogênita” dela perambular pela capital sozinha, só com uma bolsa e pouco dinheiro.

Pra finalizar o post, fica aqui essa imagem pra dar vontade de viajar  *u* Vista de Boston, com um preto e branco lindo e uma vontade de ficar admirando um tempão ♥ Espero que as dicas sejam úteis! Até o próximo post onde trarei mais dicas de viagens! Beijunda  😉

Postado por Camylla Abreu

Ruiva de farmácia e sonhadora há 20 anos. Dona de uma alma viajante e sonhos prontos para saírem do papel. Gosta de dar pitaco sobre tudo e de falar sobre tudo um pouco - e escolheu o CDB pra isso.